07 agosto 2007

3 MESES DEPOIS

Existirá um tempo...
Em que as nossas dores irão passar
em que as coisas todas irão mudar
em que as vitórias se irão completar

Existirá um tempo...
Em que as feridas irão secar
em que as marcas se irão apagar
em que as vontades se irão saciar

Existiu um tempo...
em que as nossas vidas se encontraram
em que os nossos sorrisos se cruzaram
em que os nossos relógios pararam
Esse foi o nosso tempo!

Existiu um tempo...
em que me resgataste da minha dor interna
em que com teu olhar encontrei paz de alma
em que voltei a acreditar novamente no impossivel: no Amor!

Mas mais que isso...
Existe O tempo presente...
Em que te amo com toda a cumplicidade...
em que me entrego te corpo e alma
em que te aceito
em que te desejo
em que o tempo pára no seu misticismo só ao sentir-te...

No fundo não te procurei: TU ENCONTRÁS-TE-ME!!!!

4 comentários:

Robino do covil disse...

Bonito poema. Se corresponder à realidade então ainda o acho mais bonito.

Ponto de Self disse...

Eu sei, eu vi, eu testemunhei...uma Paula sem querer relações, sem buscar o amor, sem pensar em ninguém. E, sem que ninguém desse conta, entregaste-te de corpo e alma a este "mais que tudo" que te encontrou. Parabéns por, apesar de tanto sofrimento, não perderes a capacidade de abrir de novo o teu coração e receberes nele outra alma...em te permitires, de novo, "tentar" alcançar a felicidade. Um abraço-poesia para ti.......

Redshoes disse...

muito bonito, minha querida.. agora compreendo aquele sorriso sempre a bailar nos lábios..

beijos

EMN disse...

Sabes que gosto muito desta tua foto???? Está poetica e muito zen.

Beijão grande na bochecha.

emn***