18 abril 2013

O CAMINHO DA VIDA


Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida. - ninguém, excepto tu, só tu.

Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias.

Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar.

Onde leva?

Não perguntes, segue-o!

Friedrich Nietzsche

9 comentários:

Marta disse...

Tenho seguido sempre o caminho que acho correto, umas vezes tropeçando numa ou noutra pedra. Uma coisa posso garantir, nunca olhei para trás...sigo sempre em frente.

Um beijinho grande Paulinha.

P.S. Eu adorei a tua carta. Gostei muito de conhecer mais um pouco de ti. Gostei muito, mesmo e...obrigado pelo presente. Em breve terás resposta.

Paula Nogueira Guerra disse...

E seguindo sempre o coração jamais poderás estar errada minha querida e doce Martinha!

Ainda bem que gostaste, porque depois da enviar fiquei a sentir-me um pouco mal: era enorme!
SORRY!!
Um beijo cheio de amizade e respeito xxx

Alice disse...

Gostei muito do pensamento, ms sabes do que gostei ainda mais? Da tua foto. gostei tanto da envolvência. Adoro sítios desses para passear.

E sim, temos que ser nós a construir as pontes, mas como já li há algum tempo, somos melhores a construir muros que pontes, infelizmente.

Beijinho, querida Paula

dreams disse...

as tuas fotos são lindas:) e estas citações, bem são mesmo à minha medida, queria mesmo seguir esta:) beijinhos e tem um excelente dia!!!

marina disse...

Eu tento seguir o caminho traçado por mim,mas ultimamente está a ser tão difícil, há gente a tentar fazer buracos na minha estrada...

Paula Nogueira Guerra disse...

Obrigada querida Alice!
Foi por onde fui passear ontem de bicicleta com o meu pequenote. Lindo não é?

Um beijinho doce xxxx

Paula Nogueira Guerra disse...

Só tens de a seguir Dreams, é super simples!

Um beijo doce xxx

Paula Nogueira Guerra disse...

Buracos??? salta por cima ou desvia-te... é o aue eu faço querida Marina. E se não resultar, MUDA-TE, foi o que fiz!

Um beijo risonho xxxx

Vera, a Loira disse...

São as pontes e os trilhos.