02 outubro 2007

ADOLESCÊNCIA

Vinha no autocarro a olhar para um jovem dos seus 18/19 anos... comecei a imaginar como será quando os meu filho for "assim grande"...
Olho para as raparigas jovens dos dias de hoje, com aspirações e sonhos e vejo que tenho uma filha em casa "assim", também com todos esses sonhos e vontade de viver...

Olho para o meu filhote e imagino um rapaz alto, lindo de morrer, onde será um bom pai um dia, um homem carinhoso e trabalhador...

Eles com os sonhos deles, à maneira deles, e eu, deste lado de cá, imagino a pessoa grandiosa que serão um dia. A responsabilidade que tenho nas mãos de criar seres humanos com sentimentos, humildes e acima de tudo cheios de amor para dar aos outros.
Vejo no olhar da minha filha a ternura e paz que lhe faltou durante muitos anos, mas do quais se faz de tudo para que Apartir de AGORA, tudo mude: para MELHOR!!!! Sempre foi, É e Será ainda mais bonita... Uma menina cheia de vida, que ama os cavalos e de quem a ama... que adora beijinhos e abraços, atenção e de falar... falar muito...
Amo muito os meus filhos e por eles luto, para que fiquem comigo, para que sejam felizes, mas acima de tudo tenham PAZ na vida deles!

A vida nem sempre tem de ser uma luta constante!!!

1 comentário:

EMN disse...

Estando TU em paz assim transmitirás esses espírito aos teus pequenotes.
É tudo uma questão de respeito mutuo.

Beijões aos três.

emn***