20 janeiro 2010

PEDIDO DE AJUDA


Ontem à noite o meu marido liga-me para casa e diz-me:
- Amor, estou aqui com um pequeno problema...
- A sério? O que se passa?
- Tenho aqui um gato bebé preso e vou ver se o consigo apanhar.
- Força! Faz isso!

Entretanto ele vai-me enviando SMS's a dizer que não está a conseguir...

Chega-me a casa e... sem gato... para minha tristeza. Disse-me que ele estava cheio de medo e não o conseguiu apanhar. Disse-lhe que, depois do jantar iamos os dois tentar... e assim foi...

Depois do jantar, de lanterna na mão, lá estivemos a tentar fazer com que o gatinho saísse do seu cantinho e.. nada... depois de muitas tentativas... tivemos de desistir pois não havia meios de conseguirmos chegar a ele... se não fosse ele vir ter connosco não conseguíamos. Voltamos para casa mas disse-lhe que de manhã, iria tentar lá ir persuadi-lo com comida a ver se ele saía.

Hoje de manhã lá fui eu mais o meu filhote de leitinho em punho à procura do gatinho... e bem chamamos por ele, e desta vez não o ouvimos mais. Pensando positivamente espero que ele tenha saído daquele "buraco" e tenha ido procurar comida e abrigo noutro sitio... não quero pensar que ele tenha "ficado" ali mesmo sozinho...

Foi com tristeza no coração que voltamos para casa... sem gatinho...

3 comentários:

Sam Seaborn disse...

Teria sido um gatinho com sorte se tivesse aparecido… Os canis municipais estão cheios de animais a necessitar de lar, muitos ainda em idade e carácter de poderem vir a fazer parte de uma família.

Paula disse...

Completamente... e fiquei imensamente triste de não o poder ter ajudado...
Pensamento positivo para este e outros gatinhos sem lar...

Obrigada e beijinhos
Paula

Dreamer disse...

Sempre que passo por lá tenho a tendencia de espreitar....