23 julho 2007

VIAGEM AOS SENTIDOS

LOCAL: Palácio de Monserrat

O que me fez pensar nesta "viagem"???
Todos nós temos 5 sentidos e para cada um deles existe um orgão peculiar anexado.
- para os sons, o OUVIDO
- para o toque, a PELE
- Para ver, os OLHOS, e ainda desfrutamos dos aromas e paladares...
Mas há um sentido especial, uma sensação sem igual, cuja a ciência não consegue explicar: o AMOR!!!

Com que será que sentimos o Amor?
Com o sexto sentido?
Com a nossa intuição?
A resposta é só uma: com a ALMA - o orgão mais fascinante.
E porque razão os seres humanos se amam? Porque as Almas carecem umas das outras, e porque procuram se completar. Que bem mais valioso é este de ser dois em UM? De serem duas almas sem nunca perderem a sua individualidade? È simplesmente maravilhoso!!!

O amor é a poesia dos sentidos. Ou é sublime, ou não existe. Mas quando existe, é para sempre, e vai crescendo dia a dia.

Obrigada Cidália...
Obrigada Gaby...
OBRIGADA CARLOS!!!!

Aqui fica uma pequena amostra do nosso dia:


5 comentários:

Anónimo disse...

O Passeio dos sentidos!

Os cinco sentidos.... e outros tantos que vamos descobrindo.
De facto o sentido mais importante é o AMOR.
EU vivo com AMOR, para o AMOR e pelo AMOR.
Tudo é sucesso garantido porque o AMOR está presente.
A minha alma está preenchida pelo AMOR que eu senti em cada coração. Muitos nem tiveram essa percepção, mas eu senti.. em cada olhar, em cada gesto, uma gratidão através do AMOR.
Foi sublime mas intenso o AMOR que se viveu no ambiente romântico de Monserrate.
Obrigada por teres entrado na minha vida.
Bem hajas pelo lindo ser de LUZ e de AMOR que és.
Estás num caminho ladeado de pequenas estrelas... aproveita a sua energia.

Minha doce Paula.... eu sou uma dessas estrelas.

Um beijinho doce e terno em teu coração.

Até já


Cidália

Lourdes Gouveia disse...

Fui "impelida" para este Passeio dos Sentidos por um chamamento muto poderoso que intensamento reverberou em mim desde o momento em que a querida Cidália dele me falou.
O Universo na sua perfeição tudo sintonizou para que, cada um de per si, e o grupo na sua expansão de amor através da natureza, captassem e absorvessem os milhões de particulas de prana cintilante, fonte radiosa de cura milagrosa, de regeneração retemperadora e de partilha energética positiva.
Hoje sinto que sou uma pessoa mais rica em amor, dado e recebido, e que dei mais um passa no caminho do amor Universal.
Obrigada Universo por teres colocado no meu caminho um ser de luz e amor que espontâneamente, desde o primeiro minuto amei do fundo do meu coração - tu Cidália.
Obrigada Universo por trazeres de novo ao meu caminho um ser que, sendo belo, se transformou pelo amor incondicional, num ser de compreensão e de perdão -tu Pedro.
Obrigada Universo por estares a operar neste grupo de pessoas, e em muitos outros, o MILAGRE da conquista do AMOR UNIVERSAL.
Nesta maravilho senda, continua a mostra-nos e a permitir-nos percorrer os mágicos caminhos do amor incondicional.
Obrigada Paula por este teu espaço de reflexão e expressão de vivências em amor.
Um beijo amorosamente doce para todos os que estiveram presentes e para todos aqueles que, não tendo estado fisicamente, latejam no nosso coração e no nosso espírito.
Lourdes

EMN disse...

Quando estamos em sintonia conosco e com os outros a vida toma o seu rumo com naturalidade.

Bebe todo o suco que a vida te oferece mana e diverte-te.

Beijão grande

emn***

Ilda Gabriela disse...

Olá, minha querida prima.. Obrigada pelo convite, pelas sanduiches, pelo clima de amizade e carinho que me presenteaste em cada minuto deste passeio sensorialmente homeopático. Eu vivi este passeio monserratense como um pequeno gesto para me lembrar que os sentidos precisam ser "escutados" com todos os órgãos que temos ao dispôr..e são tantos...Recebe o meu olhar/foco, a minha voz/som, o meu cheiro/aroma, o meu gosto/sabor, o meu toque/gesto em tua vida. gaby

Ilda Gabriela disse...

Olá, minha querida prima.. Obrigada pelo convite, pelas sanduiches, pelo clima de amizade e carinho que me presenteaste em cada minuto deste passeio sensorialmente homeopático. Eu vivi este passeio monserratense como um pequeno gesto para me lembrar que os sentidos precisam ser "escutados" com todos os órgãos que temos ao dispôr..e são tantos...Recebe o meu olhar/foco, a minha voz/som, o meu cheiro/aroma, o meu gosto/sabor, o meu toque/gesto em tua vida. gaby